COMO AUMENTAR AS CHANCES DE GRAVIDEZ NATURAL?

ICONE DO ARTIGO - COMO AUMENTAR AS CHANCES DE GRAVIDEZ NATURAL

Muitos casais que estão tentando engravidar buscam por informações de como otimizar seu potencial fértil. Pensando nisso, a Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva ASRM recomenda uma série de medidas para aumentar às chances de atingir a tão sonhada gravidez.

-Cuidado com sua idade! Para a mulher, a fertilidade tem uma queda relevante após os 35 anos, enquanto para seus parceiros, a queda é mais acentuada após os cinquenta. Portanto, não fique postergando a gravidez! Ou, caso um bebê ainda não esteja em seus planos, pense seriamente sobre a preservação de sua fertilidade (congelamento de óvulos ou embriões).

-Frequência de Relações Sexuais: Sabe-se que períodos longos de abstinência, como 10 dias ou mais, podem acarretar prejuízo na qualidade seminal. Um erro frequente é pensar que relações sexuais diárias também podem acarretar perda da qualidade. Estudos mostram que o intercurso sexual diário até aumentaria as chances de gravidez. Mas, não podemos esquecer que a obrigação pode gerar estresse e isso prejudicar o casal. Portanto, relações a cada 2-3 dias são mais que suficientes!

-Janela da Fertilidade: Para mulheres que tem seu ciclo menstrual regular, as chances de gravidez são maiores nos 3 dias que antecedem a ovulação. Porém, como é difícil determinar exatamente o dia de ovular, seja por métodos naturais ou laboratoriais, recomenda-se iniciar as tentativas após o final da menstruação, com relações regulares, e manter até o período de provável ovulação.

-Práticas Sexuais: Não adianta fazer acrobacias durante o ato nem ficar de pernas para o ar depois da relação, nada disso tem relação com aumento de chances de gravidez. Alguns lubrificantes podem afetar a motilidade dos espermatozoides, como aqueles feitos a base de água (que são os mais vendidos nas farmácias do Brasil). Produtos que não afetam são: óleo de canola, óleo mineral, lubrificantes a base de hidroxietilcelulose.

-Estilo de Vida: Cigarro traz prejuízos na qualidade oocitária e seminal. Consumo de altas doses de cafeína (500mg – 5 xícaras) está associado a redução do potencial fértil e chances de abortamento (200-300mg – 2-3 xícaras). Bebidas alcóolicas devem ser evitadas a partir do momento que o casal planeja gravide, pois também pode acarretar alterações para os gametas. Por outro lado, atividade física e alimentação saudável são práticas sempre benéficas e que aumentam o potencial reprodutivo.

Caso ainda não tenha conseguido engravidar, mesmo já seguindo as dicas citadas nesse artigo, talvez seja a hora de procurar um especialista.

Fonte: ASRM (https://www.asrm.org/globalassets/asrm/asrm-content/news-and-publications/practice-guidelines/for-members/optimizing_natural_fertility-pdfmembers2.pdf)

 

Endereço da imagem: https://pixabay.com/pt/mulher-felicidade-nascer-silhueta-570883/